Le Mans anuncia adiamento da prova de junho para setembro; siga atualizações

0

ATUALIZADO às 16h15 de 19/03 com mais informações

Diante da escalada da crise do coronavírus, a Confederação Brasileira de Automobilismo anunciou nesta segunda-feira (16) a paralisação completa de provas do esporte a motor em território nacional.

“A resolução foi efetuada sob orientação de sua Comissão Médica e seguindo recomendações do Ministério da Saúde e das Secretarias Estaduais de Saúde”, explica a entidade em comunicado. “A decisão se deu após conversas que envolveram promotores, pilotos e federações e visa evitar a exposição de todos que trabalham em nosso esporte no país e do público em geral”, segue.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

Pouco após o posicionamento da CBA, as principais categorias do automobilismo nacional divulgaram novas medidas. A Stock Car, que já tinha adiado a primeira etapa de seu campeonato de 29/03 para 22/11, em Goiânia, anunciou que a segunda prova da temporada, que seria no Velopark em 12/04, também será adiada. Um novo calendário com realocação das corridas deve ser oficializado em breve.

A Porsche Cup, que chegou a realizar sua primeira corrida de 2020 no último final de semana em Interlagos com portões fechados, seguiu a recomendação e divulgou nota afirmando que o campeonato está suspenso e que está tomando outras medidas internas para prevenção. “A partir desta semana foi adotado regime de home office para todas as funções onde é viável o trabalho à distância, reduzida a jornada dos profissionais na sede da categoria e adiados todos os procedimentos de oficina que não sejam urgentes”, diz o comunicado.

A Copa Truck também decediu adiar a sua etapa de abertura de 2020, que estava prevista para 05/04, em conjunto com a Copa HB20, em Londrina. Por enquanto, as outras nove provas do campeonato estão mantidas, segundo a assessoria do campeonato.

O Endurance Brasil anunciou o adiamento da etapa de Curitiba, que estava marcada para 04/04, e já deixou em aberto a possibilidade de novas medidas, dependendo do andar da crise. “Estando suspensas todas as corridas nos próximos 30 dias, prazo prorrogável dependendo do cenário provocado pelo coronavírus”, anunciou a categoria. A próxima etapa, que por enquanto está mantida, está prevista para 02/05, no Velopark.

Com a decisão da CBA, todos os outros campeonatos nacionais ou regionais de automobilismo que ainda não anunciaram medidas de adiamento ou cancelamento de corridas devem seguir pelo mesmo caminho nas próximas horas.

A Fórmula Inter, por exemplo, já tinha cancelado a sua primeira etapa de 2020, que aconteceria dia 29/03, em Londrina. Até o último comunicado, na sexta-feira (13), a segunda etapa, em Interlagos, em 19/04, estava mantida, porém, com a interrupção promovida pela CBA, também deve ser cancelada.

Processo do Autódromo de Deodoro

Aconteceu uma polêmica também no processo do Autódromo de Deodoro. A audiência pública sobre o relatório de impacto ambiental da obra estava marcada para o próximo dia 18/03. Com a escalada da pandemia do coronavírus, porém, na última sexta-feira (13), o governo estado suspendeu a reunião para evitar aglomeração de pessoas para discutir a reunião, entre diversas outras atividades, seguindo o decreto estadual nº 46.970 assinado pelo governador Wilson Witzel.

Pré-Projeto do novo Autódromo de Deodoro, no Rio de Janeiro (Imagem: Divulgação)

Só que nesta segunda-feira (16), o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) retirou do ar a nota sobre a suspensão da audiência e reconfirmou a data, em um movimento que chamou a atenção também do Ministério Público do Rio de Janeiro.

A reportagem do Projeto Motor entrou em contato com assessoria de imprensa do Inea às 18h15 desta segunda-feira e teve como resposta que o assunto estava sendo “discutido” e que em breve poderia ter uma novas informações.

Às 20h29 deste mesmo 16/03, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade do Rio de Janeiro enviou nota em que oficializa novamente a suspensão da audiência.

Confira a nota:

*Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade  suspende audiência pública sobre autódromo de Deodoro*

De acordo com o decreto estadual nº 46.970 de 13 de março de 2020 publicado pelo governador Wilson Witzel, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade suspende a audiência pública para apresentação do Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) para a construção do autódromo de Deodoro, que seria realizada pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, em 18 de março.

Automobilismo internacional

Nos últimos dias, diversas categorias pelo mundo também foram obrigadas a cancelar ou adiar corridas por conta da crise do coronavírus, chegando praticamente a paralisação total do automobilismo mundial.

Após chegar ao limite para tentar realizar a primeira corrida de 2020, no último final de semana, na Austrália, a F1 anunciou não só o cancelamento da prova de Melbourne como o adiamento de mais cinco etapas (Bahrein, Vietnã, China, Holanda e Espanha). Além destes, o GP de Mônaco de 2020 também foi cancelado de forma definitiva, em decisão do Automóvel Clube de Mônaco (ACM), organizador do GP.

Por enquanto, a próxima data ainda de pé da F1 é o GP do Azerbaijão, em 07/06. A F1 e FIA continuam monitorando a situação e não descartam novos adiamentos.

O movimento também teve consequências nos campeonatos de base F2 e F3, que abririam a temporada no Bahrein e depois iriam para Holanda, Espanha e Mônaco.

Fórmula E suspendeu a temporada pelos próximos dois meses e a MotoGP anunciou cancelamento de quatro etapas (Losail, Tailândia, Austin e Argentina). A categoria de motovelocidade até já anunciou um novo calendário para encaixar novas datas para algumas destas corridas.

IMSA adiou as 12 Horas de Sebring. O WEC cancelou sua etapa no circuito da Flórida, as 1.000 Milhas de Sebring, adiou as 6 Horas de Spa e as 24 Horas de Le Mans da virada de 13-14 de junho para 19-20 de setembro. Em comunicado conjunto de WEC e ACO (Automóvel Clube d’Oeste, organizador das 24 Horas) também anunciaram que a mudança deve levar a novas alterações nos calendários do Mundial de Endurance e na Le Mans Series Europeia.

O governo da Ilha de Man também já entrou em ação e cancelou a tradicional competição TT que acontece anualmente no local.

A Indy anunciou nesta sexta-feira que todos seus eventos até o final de abril estão suspensos, o que inclui as corridas de São Petersburgo, Alabama, Austin e Long Beach. Até segunda ordem, a temporada começa apenas em maio, em Indianápolis.

A Nascar também foi obrigada a agir. Após adiar eventos apenas em Atlanta e Miami, ela anunciou nesta última segunda-feira (16) o adiamento de todas suas etapas até 03/05, mantendo o monitoramento da crise para uma possível nova decisão. A categoria ainda afirmou que pretende manter o calendário com 36 etapas, estudando remarcações para as provas adiadas em novas datas.

Ainda nos Estados Unidos, o Circuito das Américas, em Austin, anunciou o fechamento do autódromo por tempo de indeterminado, dispensando funcionários. A medida veio após uma série de cancelamentos de corridas, eventos musicais e de outros tipos que normalmente são realizados dentro da estrutura montada dentro do terreno da pista.


 Comunicar Erro

Lucas Santochi

Mais um fanático da gangue que criou vínculo com automobilismo desde a infância. Acampou diversas vezes nas calçadas ao redor de Interlagos para assistir aos GPs e nunca esqueceu a primeira vez que, ainda do lado de fora do autódromo, ouviu o barulho de F1 acelerando pela reta. Jornalista formado em 2004, passou por redações na época da TV Band e Abril, teve experiência na área de assessoria de comunicação esportiva até chegar ao site especializado em esporte a motor Tazio, em 2010. Passou pelas funções de redator, repórter (cobrindo diversas corridas no Brasil e exterior de F1, Indy, WEC, Stock Car, entre outras) e subeditor até o final de 2013, quando o veículo encerrou suas atividades. Trabalhou ainda como redator do UOL Esporte em 2014 até que decidiu se juntar com os outros três membros do Projeto Motor para investir na iniciativa.