Classes, tomada de tempo e programação: entenda o regulamento de Le Mans

3

Por Bruno Ferreira e Lucas Santochi

Justamente por contar com uma duração diferente em relação às demais provas do WEC, as 24 Horas de Le Mans possuem regras à parte, que são estabelecidas em conjunto pela FIA e a ACO.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor

Um comitê oficial de Le Mans analisa as inscrições das equipes e seleciona aqueles que acabam por correr na prova. Os representantes do WEC têm vaga garantida, sendo que a prova também aceita times do ELMS, ALMS e IMSA.

SITE

Regulamento técnico

Atualmente, o grid de Le Mans está dividido em quatro classes: LMP1 (os carros mais rápidos e que devem brigar pela vitória na geral), LMP2 (segunda classe de protótipo, onde se concentram equipes independentes), LM GTE Pro (principal classe dos GTs), LM GTE Am (GT com pilotos menos experientes). Todas podem ser identificadas pela cor das placas com seus números nos carros.

Entenda as diferenças e regras básicas:

LMP1 – Le Mans Protótipos 1 (fundo vermelho com número em branco)

Carros desenhados especificamente para corridas de endurance. É permitida a participação de equipes de fábrica das grandes montadoras (este ano, competem Porsche e Toyota). Todos os carros devem ter cockpit fechado.

Toyota Le Mans 2017

Esta certamente é classe em que estão os carros mais impressionantes no quesito de tecnologia, com índices de pressão aerodinâmica próximos aos da F1.

Ela ainda possui duas subdivisões: Híbrida (motores com Sistema de Recuperação de Energia – ERS, tanto por energia cinética quanto térmica) e Não-Híbrida (motores convencionais – esta apenas para equipes independentes não ligadas a montadoras).

A capacidade dos motores é liberada, podendo ser movidos por diesel (quatro tempos) ou gasolina. O tanque de combustível é limitado de acordo coma escolha por cada equipe da capacidade de recuperação de energia (2, 4, 6 ou 8 megajoules) por volta.

O peso mínimo para os protótipos híbridos é de 875 Kg enquanto para os não híbridos é de 830 Kg.

LMP2 – Le Mans Protótipos 2 (fundo azul com número em branco)

Também com carros desenhados especificamente para corridas de endurance, essa classe permite apenas a participação de equipes independentes. A ideia é promover uma competição mais barata.

Rebellion Le Mans 2017

A classe passou por mudanças grandes para 2017, com avanços tanto em aerodinâmica quanto em potência dos motores. Para se ter ideia, os tempos de volta nos testes em Le Mans chegaram a ser oito segundos mais rápidos que os registrados pela divisão no ano passado.

Além disso, em reta, os protótipos estão sendo mais velozes até mesmo que os LMP1, com velocidades máximas acima dos 340 Km/h (o tempo de volta ainda é cerca de 10 segundos mais lento).

Esta nova geração pode causar diferenças consideráveis no andar da prova para todas as classes, já que os retardatários da GT terão mais carros a uma velocidade muito maior para ultrapassá-los, além de os próprios P1 enfrentarem mais dificuldade para colocar volta nas retas.

O custo também está mais controlado. A FIA resolveu eleger apenas quatro fabricantes que poderão fornecer chassis nos próximos anos: Dallara, Onroak Automotive (Ligier), Oreca e Riley.

Os carros têm um peso mínimo de 930 Kg, com uma capacidade do tanque de combustível de 75 litros.

Também como forma de reduzir custos, a Gibson foi eleita pela FIA como fabricante única de motores. Os propulsores são V8 de 4.2 litros com potência de cerca de 600 cavalos.

LMGTE – Le Mans Gran Touring Endurance

A classe LMGTE é para carros de duas portas baseados em modelos de série com produção de pelo menos 300 unidades para rua nos últimos dois anos.

Ford GT Le mans 2017

Na classificação geral, você a verá dividida em duas: a Pro (Professional) e Am (Amateur). O regulamento técnico é basicamente o mesmo, a diferença é apenas na experiência menor dos pilotos na Am. Além disso, a classe “Amadora” também anda com carros fabricados antes de 2016.

GTE Pro (fundo verde com número em branco)
GTE Am (fundo laranja com número em branco)

O peso mínimo dos carros é de 1.245 Kg. A capacidade do tanque é de 120 litros para modelos fabricados a partir de 2016 e 90 litros para os mais antigos.

Os motores podem ser aspirados, com uma capacidade máxima de 5.5 litros, ou turbo, com até 4 litros, ambos movidos à gasolina.

Clique aqui para a lista completa de inscritos em todas as divisões

Teste oficial

Ele é realizado duas semanas antes da prova e tem 8 horas de duração. O teste é importante não só para que equipes e pilotos possam ajustar seus carros e se ambientarem à pista, mas também para que alguns pré-requisitos sejam cumpridos.

O teste é obrigatório a todos os pilotos estreantes nas 24H ou àqueles que não competem na prova desde 2012. Eles são obrigados a completar 10 voltas pela pista, sendo que, destas, 5 no mínimo devem ser cronometradas (as 5 restantes podem ser de entrada/saída dos boxes).

Porém, há exceções. Em situações especiais, os estreantes podem acabar dispensados do teste. Foi o que aconteceu com Tony Kanaan, que fará sua estreia em Le Mans mesmo sem andar no teste. Isso se explica por dois motivos: 1 – Ele comprovou que precisava participar de um outro evento de destaque do automobilismo no mesmo dia (etapa de Detroit da Indy); 2 – Ele possui carteira platina da FIA.

Além disso, os novatos também precisam passar por uma sessão no simulador licenciado em Le Mans. Aqui tem o vídeo do Barrichello nele:

Regulamento esportivo

A ação na pista começa na quarta-feira, com um treino livre. Nos dias seguintes há os treinos classificatórios, o warmup e, enfim, a corrida.

Quarta-feira

16h00 – 20h00 – Treino Livre
22h00 – 00h00 – Classificação 1

Quinta-feira

19h00 – 21h00 – Classificação 2
22h00 – 00h00 – Classificação 3

O qualifying segue um formato à parte em Le Mans. Se na temporada regular do WEC é feita uma média com base nos tempos de pilotos diferentes, em Le Mans o grid é bem simples: a volta mais rápida de cada carro é a que conta, e aquele que for o mais veloz nos três treinos combinados larga da pole.

Sábado

09h00 – 09h45 – Warmup
15h00 – Largada para as 24 Horas de Le Mans

– Todos os pilotos devem guiar por, no mínimo, 6 horas. Mas um único piloto não pode guiar mais do que 14 horas;

– Um piloto não pode guiar por mais de 4h dentro de um período de 6h.

– A corrida tem pontuação dupla para a temporada do WEC.

– Se uma equipe inscrever um terceiro carro: os dois melhores contam pontos para o campeonato de construtores, mas todos os pilotos pontuam.

 

Debate Motor #78: Qual a solução ideal para o calendário da F1 no futuro?

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • Dragon

    Existe transmissão de Le Mans na TV fechada?

    • ultimos ano a FOX mostrava uma hora depois da largada, uma antes do final, e flashes e resumos durante a madrugada

    • Sim, o Fox Sports já confirmou que irá transmitir as primeiras 5 horas e as últimas 2h30 de corrida.