Debate Motor #35: como Mercedes deve lidar com briga Hamilton x Rosberg?

1

Pela segunda vez nessa temporada, terceira nos últimos três anos, os companheiros de equipe Lewis Hamilton e Nico Rosberg se tocaram na pista em uma briga por posição. Desta vez, foi na última volta do GP da Áustria e custou à Mercedes uma dobradinha, já que o piloto alemão conseguiu terminar apenas em quarto, ao cruzar a linha de chegada com a asa dianteira danificada.

O novo embate causou um claro descontentamento em alguns dos principais dirigentes do time alemão. Em um primeiro momento, ainda no autódromo, Toto Wolff chegou a dizer que se os dois voltassem a bater, a equipe teria que passar a impor ordens de equipe. Depois, em comunicado oficial, a companhia já recuou, muito por conta da repercussão negativa da afirmação, dizendo que pilotos seguem livres.

MATÉRIAS, ENTREVISTAS E DEBATES: SIGA NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O Debate Motor analisa: qual o limite para a Mercedes passar a interferir da briga de seus pilotos? Esse limite realmente existe? Será que a equipe deve passar a controlar a rixa em algum momento?

Leonardo Felix, Lucas Berredo e Lucas Santochi, integrantes da equipe de jornalistas do Projeto Motor, irão mergulhar no tema no programa, que vai ao ar AO VIVO nesta quinta-feira, 07/07, às 21 horas (de Brasília) no player que será incluído no alto deste texto. Deixe sua pergunta e comentário sobre a questão e não perca!

 

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • Bravo Rezende

    O que ocorreu foi coisa normal de corrida onde dois pilotos cotados para o título tentaram de tudo em suas condições. Talvez a melhor corrida do ano para o medíocre Rosberg, que manteve forte ritmo e foi para cima nas ultrapassagens. Considerando os dois mil anos luz que a Ferrari conseguiu nos fazer o favor de manter de distância entre as Mercedes e Vettel, agora deixa brigar. É o que resta, afinal eles não correm riscos de perder o título de pilotos e muito menos o de construtores.