Debate Motor #37: qual o carro mais perfeito de todos os tempos da F1?

5

Alfa Romeo 158. Ferrari 500. Mercedes W196. Ferrari 156. Lotus 25. Lotus 33. Lotus 72. Matra-Cosworth MS80. Tyrrell 003. Ferrari 312T. McLaren M23. Lotus 79. Williams FW07. McLaren MP4-2. Williams FW11. McLaren MP4-4. Williams FW14B. Williams FW15C. Williams FW18. McLaren MP4-13. Ferrari F2002. Ferrari F2004. Brawn BGP 001. Red Bull RB7. Red Bull RB9. Mercedes W05. Mercedes W06. Mercedes W07.

O que todos esses carros da F1 têm em comum? Eles não apenas venceram campeonatos: trucidaram a concorrência. Mas qual foi o mais perfeito e dominante da História? É a essa pergunta que o time do Projeto Motor quer responder no Debate Motor #36.

É claro que, na análise, será levado em conta o contexto histórico da época em que cada bólido foi concebido, além de seu legado para a posteridade, como inovações técnicas que trazia. Mas também não deixaremos de levar em conta a diferença de desempenho para seus rivais.

 Comunicar Erro

Modesto Gonçalves

Começou a acompanhar automobilismo de forma assídua em 1994, curioso com a comoção gerada pela morte de Ayrton Senna. Naquela época, tomou a errada decisão de torcer por Damon Hill em vez de Michael Schumacher, por achar mais legal a combinação da pintura da Williams com o capacete do britânico. Até hoje tem que responder a indagações constrangedoras sobre a estranha preferência. Cursou jornalismo pensando em atuar especificamente com automóveis e corridas, e vem cumprindo o objetivo: formado em 2010, foi consultor do site especializado Tazio de meados de 2011 até o fim de 2013; desde maio de 2015 compõe o comitê editorial do Projeto Motor.

  • ituano_voador

    É difícil escolher, pois, de certa forma, cada um deles dispôs da melhor tecnologia existente em sua época. Agora, como a pergunta diz respeito a carros perfeitos, e não carros revolucionários ou avançados, e aí entram fatores como confiabilidade, durabilidade, constância. Então, para mim, o MP4/4, que não era um carro revolucionário nem avançado em relação a seus pares, mas muito bem projetado e construído, leva a fatura, até porque a única corrida que não ganhou teve como causa da derrota um erro de pilotagem.

  • MarcioD

    Questão difícil esta, é semelhante a comparar os melhores pilotos de diferentes épocas. De toda maneira gostei das ponderações de vocês e a escolha final do Mclaren MP4-4 foi bem razoável. Debates deste tipo costumam favorecem coisas mais recentes e vocês votaram num carro de 28 anos atrás Este carro apesar de não ser revolucionário teve um nível de dominância muito grande, só perdeu uma prova(em Monza) praticamente ganha por causa de um acidente do Senna e quase não tinha defeitos.
    Mas para não ser injusto gostaria de fazer algumas menções honrosas por décadas: 50- Mercedes
    W 196 inovações tecnológicas e dominância 54-55 se a Mercedes não tivesse se retirado ganharia mais.60- Lotus 25 nível de dominância com Clark 70- Lotus 72 carro revolucionário campeão com Rindt e Emerson, continuou por alguns anos ainda sendo competitivo. Lotus 79 carro asa, dominância 80- MP4-2 Fibra de carbono, garrafa de Coca Cola precisa dizer mais? 90 Williams FW14 B “O carro de outro planeta” 2000- Ferrari F2002 dominância BRAWN BGP 001 difusor e dominância 2010- Red Bull RB 9 donwforce e dominância Mercedes W05 unidades de potência e dominância.

  • Hecto Silva

    A Williams FW14B do Mansell foi a mais forte. Tinha 2 exclusividades no seu carro que ninguém tinha. Controle de tração (0,5 segundos por volta) e suspensão ativa (2 segundo por volta), sem contar com a vantagem aerodinâmica do Newey. Ganhou corridas mesmo com Mansell e Patrese. Havia 3 gênios naquele carro, Patrick Head um engenheiro com 9 títulos nas costas, Adrian Newey com 10 títulos e Paddy Lowe, hoje com 5 títulos. A antiga suspensão ativa de Dernie-Piquet não era boa e foi Paddy Lowe junto com Boutsen que mudaram tudo lá por volta de 1990, miniaturização da suspensão ativa que era hidráulica e passou a ser eletrônica, com estas características a suspensão ativa da Williams se tornou leve, pequena, econômica e principalmente confiável, demorou 2 anos para ficar confiável. Em 1992 estreou na F1.

  • achsanos

    O Lotus-79 e o Williams FW11, por exemplo. Como comparar esses dois fabulosos carros se o que justifica o sucesso de um é um recurso técnico que falta ao outro? Um FW11 asa ou uma 79 “de outro mundo”?

  • Bravo Rezende

    Essa é fácil para o público brasileiro saudosista… a McLaren de 88. O carro era tão bom que até o Prost ganhou corrida com ele. Agora, sem brincadeiras, dos que eu vi correr a Williams de suspensão ativa desenvolvida pelo gênio Piquet.