Debate Motor #43 analisa: Massa foi o melhor brasileiro não campeão da F1?

1

Após uma carreira de 15 anos que incluiu 11 vitórias, 15 pole positions e a perda do título de 2008 num desfecho épico de campeonato contra Lewis Hamilton, Felipe Massa não estará mais na F1 a partir de 2017.

Na quinta-feira (1º), véspera do GP da Itália, o brasileiro oficializou que está se aposentando da categoria ao fim da atual temporada. A escolha de Monza como palco para o anúncio não foi em vão: foi pela italiana Ferrari que o ás de 35 anos viveu seus momentos de maior destaque na categoria.

O fato de ter se tornado “campeão mundial por alguns segundos” há oito anos fizeram com que o ás paulistano fosse mencionado pelo Projeto Motor como um dos 10 maiores não campeões da história da categoria. Óbvio, porém, que não existe um consenso sobre qual foi o melhor piloto brasileiro a não ter alcançado um título do certame.

Seus números são muito similares aos de Rubens Barrichello, outro volante que viveu seus melhores (e piores) capítulos na escuderia italiana. Há ainda José Carlos Pace, cuja vida foi interrompida de forma prematura num acidente de avião, em 1977, quando este ainda tentava se firmar como competidor de ponta.

Siga nosso canal no YOUTUBE!

Agora que sabemos que o ciclo de Massa está para terminar, vem a pergunta: Felipe Massa foi o brasileiro não campeão mais importante da história da F1? É o que a equipe do Projeto Motor discute neste programa.

Promovido ao certame máximo do automobilismo mundial em 2002, pela Sauber, o paulistano se tornou reserva e protegido da Scuderia no ano seguinte. Depois de passar mais duas temporadas pelo time de Peter Sauber, parceiro de longa data de Maranello, Massa virou companheiro de Michael Schumacher em 2006, em substituição ao compatriota Rubens Barrichello.

A partir dali Felipe viveu seu auge: ofuscou o multicampeão germânico em algumas corridas daquela temporada, e depois brigou de igual para igual com Kimi Raikkonen enquanto parceiros de time, entre 2007 e 2009. A sequência foi interrompida no GP da Hungria daquele ano, quando uma mola solta do carro de Barrichello o acertou e colocou em risco sua carreira e até sua vida.

Regresso após seis meses de recuperação, Massa teve de se contentar em virar segundo piloto de Fernando Alonso, o que incluiu a famosa ordem do “Fernando is faster than you” vinda no GP da Alemanha de 2010. O brasileiro deixou a esquadra em 2013 para encerrar a carreira com um ciclo de três temporadas na Williams, promovendo um duelo equilibrado com Valtteri Bottas (embora sempre pendendo para o lado do finlandês).

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • Leandro Farias

    De uma coisa eu sei, ele fugiu à regra dos brasileiros que não sabem parar! =D