Debate Motor #58: o “retorno” de Massa e o desafio de Bottas na Mercedes

2

A primeira edição do Debate Motor em 2017 não poderia falar de outra coisa: as confirmações da manutenção de Felipe Massa na Williams e a contratação de Valtteri Bottas pela Mercedes.

O brasileiro chegou a se despedir da F1, teve um momento emocionante em Interlagos enrolado na bandeira do país, recebeu diversas e homenagens e, no final das contas, recebeu um chamado para seguir por mais uma temporada.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor

Tudo, claro, por conta das mudanças de peças que começaram a ser costuradas em dezembro por conta de outra aposentadoria ainda mais surpreendente, do campeão Nico Rosberg. A Mercedes foi atrás de Valtteri Bottas e a Williams sentiu a necessidade de voltar a investir em Massa, muito por conta da inexperiência de seu outro piloto para a temporada, o novado Lance Stroll.

Com todo este cenário desenhado, vamos discutir como será esse retorno de Massa, agora com um companheiro que nunca largou em um GP na vida. E Bottas? Ele pode calçar as sapatilhas de Rosberg e encarar de frente Lewis Hamilton na equipe mais poderosa da F1?

O Debate Motor é transmitida AO VIVO toda quinta-feira, às 21h. Você também tem a opção de assinar nosso canal no YouTube para receber as notificações de quando começarmos nossos programas. O importante é estar ligado!

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • Leandro Farias

    Sobre situação do Nasr e dos garotos… Acho que a solução pros pilotos brasileiros é patrocínio internacional mesmo. Não pode depender de empresa daqui, que pode cortar gasto pra preservar emprego do trabalhador ou o bolso do contribuinte. Além do fato de que, culturalmente, o interesse não é mais o mesmo.

    Como vão conseguir eu não sei, depende do que cada um pode fazer pra se virar, mas não tem jeito!

  • Antonio Manoel

    Acho que já esperava ver o Bottas na Mercedes há um bom tempo e sinto que ele pode fazer uma boa temporada sim com a Mercedes assim como o Massa pode fazer um bom retorno na Williams. Não critico o retorno de Massa, visto que tudo o que resultou em sua volta foi bem visível, tendo Massa anunciado sua aposentadoria no GP da Itália, feito sua emocionante despedida no GP do Brasil e ido para Abu Dhabi imaginando que fosse sua última corrida pela F1, recebendo até o carro do GP do Brasil como presente da equipe, tudo isso até o momento em que Rosberg realizou seu sonho de se tornar campeão mundial e ter decidido se aposentar, o que movimentou alguma coisa nas vagas da F1 após a Mercedes buscar Bottas na Williams, resultando por fim em uma ligação de Claire Williams à Massa, pedindo seu retorno por conta de uma sequência de motivos referentes à sua idade e sua experiência maior na F1.