Debate Motor #86: O que é preciso para uma transmissão de TV eficaz na F1?

9

As transmissões televisivas são um dos pontos de grande importância na F1. Afinal, trata-se da forma com que a maioria dos fãs entra em contato com a categoria, já que, além das imagens em si, também têm grande peso as informações passadas, que facilitam na compreensão da corrida e do contexto geral do que se passa.

Transmitir uma corrida e traduzir o que acontece na pista de forma simples para o público não é uma missão das mais fáceis. O que é preciso, então, para que o resultado seja satisfatório?

Acompanhe o PROJETO MOTOR na redes sociais: Twitter | Facebook | YouTube

É o que iremos discutir na edição #86 do Debate Motor. O que você acha indispensável em uma transmissão de TV? O que você acredita que daria para melhorar em relação ao que se faz hoje em dia? E o que você acha que funciona?

Deixe seu comentário abaixo e assista ao vivo a partir das 21h pelo horário de Brasília. Não perca!

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • Dox

    Eu não vejo necessidade do narrador, que é uma herança do rádio, bastando apenas duas ou três pessoas de nível alto conversando para descrever algo a mais do que as imagens mostram.
    Uma vez vi uma corrida do DTM sem narração, inteirinha, acho que foi do início de 2014 ou 15, mas depois o link sumiu.
    Foi muito legal, só o som ambiente e dos motores, e assim deu para ouvir as subidas de marcha, reduzidas, frenagens, pneus no asfalto, parafusadeiras e até a galera.
    No lugar disso temos que ouvir pessoas falando clichês sem parar, fracas tecnicamente, desatentas, que estragam algo que poderia ser bem melhor.
    Com a tecnologia de hoje, poderíamos ter uma opção de só ter o som ambiente.
    Além disso a gente pode acompanhar num tablet os dados numéricos em tempo real, sem precisar obstruir a imagem com os caracteres.

  • VolksLove

    Principalmente parar de menosprezar os pilotos atuais, pois só falam em Senna aqui Senna ali, como se os pilotos de hoje fossem nada….

  • Bravo Rezende

    No momento em que a transmissão erra nas informações fornecidas, como faz a Globo o tempo inteiro, é trágico. Pior é a manipulação da outra parte da informação que nitidamente é vinculada ao produto F1 que os que estão lá querem vender e não representa a realidade das corridas. A Globo continua tentando minimizar os pilotos à vítimas e vilões, o que exemplifica bem a mediocridade julgada pela emissora com relação a seu público. O barato é entender o esporte como é, que tem seus momentos épicos e os momentos de menor “barato”. A falta da presença de brasileiros na F1 acaba deixando de ser fato para tornar-se necessidade para que este público e imprensa medíocres possam aprender a transmitir o esporte ou larguem de vez. Transmissão do esporte TV é bem melhor, ainda que os mesmos erros estejam lá, ainda que em menor escala.

  • Carlos Ganhadeiro

    Menos ufanismo.

  • Carlos Ganhadeiro

    Narradores focando mais na parte técnica.

  • Carlos Ganhadeiro

    Que os diretores de imagens tenham mais bom senso.
    Cortar uma ultrapassagem para mostrar uma parada no box é ruim.

  • Luigi G. Peceguini

    É indispensável um narrador bom e que nunca erre o nome dos pilotos/equipes/pistas, como o fantástico Galvão Bueno.

    • Dox

      Nenhum do grupo Globo presta.
      O único que ouvi errando menos, festejando ultrapassagens e vendo coisas lá no cantinho da tela, sem errar nomes é o Cleber Machado.

      • Luigi G. Peceguini

        Pois é. E parece que todo mundo nota isso, menos a Globo.
        Ou notam e ignoram…
        Desde que pararam de mostrar a qualificação no sábado pra passar É e Casa fiquei p com eles. Ter que assinar SporTV pra assistir à qualificação ou corridas domingo à tarde é ridículo.