Quatro Rodas

Em meio a luto por Hubert, Leclerc vence a primeira na F1 | Bate-Pronto GP da Bélgica

1

Charles Leclerc já tinha passado perto da vitória pelo menos em duas oportunidades em 2019, no Bahrein e na Áustria. Quis o destino que o primeiro triunfo do monegasco viesse em um final de semana da perda de um amigo de geração de kart, Anthoine Hubert, após um acidente na F2.

A vitória de Leclerc aconteceu em um final de semana em que o piloto da Ferrari dominou as atividades no circuito de Spa. Mais rápido em dois dos três treinos livres e nas três fases da classificação, o piloto de 21 anos mandou a maior parte da corrida. Ele perdeu a liderança para Sebastian Vettel por algumas voltas por uma circunstância de estratégias diferentes, e chegou a ver uma aproximação perigosa de Lewis Hamilton nos giros finais, mas a corrida esteve sob controle praticamente durante todo o tempo.

Com o triunfo de Leclerc, o hino de Mônaco tocou pela primeira vez em um pódio da F1. Aos 21 anos e 320 dias, Leclerc também se tornou o piloto mais jovem da história a vencer uma corrida pela Ferrari, terceiro na história da F1 atrás de Max Verstappen (tinha 17 quando triunfou pela primeira vez) e Sebastian Vettel (21 anos e 73 dias)

Lewis Hamilton terminou na segunda posição, ampliando sua vantagem na liderança do campeonato para 65 pontos em relação se companheiro de equipe e segundo colocado na classificação geral, Valtteri Bottas, que ficou em terceiro. Ele tentou se aproximar de Leclerc nas voltas finais, diminuindo a desvantagem de 6s para 0s9 na bandeira quadriculada, mas não chegou a ter tempo de realmente ameaçar o monegasco.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

Do outro lado do box da Ferrari, se alguém pode ter considerado o domingo ruim foi certamente Sebastian Vettel. O alemão teve dificuldades desde a largada, quando chegou a perder a segunda posição para Hamilton na primeira curva, mas conseguiu recuperar metros depois, na Les Combes, aproveitando a melhor velocidade de reta da Ferrari em relação à Mercedes.

Mesmo assim, Vettel não teve um bom primeiro trecho de prova, ficando bem para trás de Leclerc e tendo Hamilton sempre em sua cola. Em uma ameaça de pit da Mercedes, a Ferrari revolveu chamar o alemão para a troca de pneus logo na volta 16 das 44, o que o colocou em uma estratégia diferente dos rivais. Isso o levou à liderança após a parada dos adversários, mas ele perdeu a posição na pista para Leclerc (após pedido da Ferrari pelo rádio) e para Hamilton, depois de bela briga.

Vettel precisou de uma segunda parada no giro 34 e terminou apenas na quarta posição, fora do pódio, em um final de semana em que a Ferrari teve por boa parte o melhor carro do GP.

O Bate-Pronto analisa AO VIVO os detalhes do GP da Bélgica às 15 horas deste domingo. Você pode assistir ao programa no vídeo que está no alto deste texto ou diretamente no nosso canal no Youtube. Caso perca a transmissão ao vivo, você pode conferir a gravação nos mesmos lugares.

Para ter mais análises, explicações técnicas e de estratégia e informações sobre os finais de semana da F1, assine o pacote Projeto Motor Turbo, por apenas R$ 4,00/mês e receba no seu e-mail pré-GPs todas as quintas-feiras de etapa do Mundial e pós-corridas às segundas-feiras.

Outros destaques:

– Após largar na 11ª posição, Lando Norris fez boa parte da corrida em quinto, mas sua McLaren sofreu um problema na última volta, deixando o inglês sem pontos.

– Em sua estreia na Red Bull, Alexander Albon conseguiu uma boa corrida de recuperação, saindo da 17ª posição no grid (por conta de punições por troca de motor) para terminar em quinto.

– Pela segunda vez na temporada, a Racing Point terminou com seus dois pilotos na zona de pontuação: Sérgio Pérez em sexto e Lance Stroll, 10º

– Quem também recebeu a bandeira quadriculada com seus dois carros nos pontos foi a Toro Rosso: Daniil Kvyat em sétimo e Pierre Gasly, vindo do rebaixamento da Red Bull, em nono.

A próxima etapa da F1 acontece no dia 8 de setembro, com o GP da Itália, em Monza.


 Comunicar Erro

Projeto Motor