Ferrari D246, o carro que encerrou uma era na F1 | Carros Históricos #5

1

A Ferrari D246 deixou sua marca em sua passagem pela F1. Projetado por Vittorio Jano e Carlo Chiti, o modelo é sucessor direto do 156, que participou de competições na F2.

A estreia do D246 foi em 1958, de modo que foi o primeiro carro a usar um motor V6 na F1. A unidade tinha angulação de 65º e capacidade de gerar 275 cv.

O propulsor, por sinal, é um grande fator da identidade do carro, a julgar pelo nome: o motor tem 2,4 litros e seis cilindros. O “D” é em homenagem a Dino Ferrari, filho de Enzo, que havia falecido poucos anos antes.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

Com o carro, Mike Hawthorn venceu uma prova em 58, na França, e se tornou campeão mundial ao fim daquele ano. Mas a temporada também foi marcada por tragédias, com acidentes fatais de Luigi Musso, também em Reims, e de Peter Collins, na Alemanha, a bordo do modelo.

O D246 permaneceu em atividade na F1 até 1960. Em sua prova de despedida, em Monza, ele encerrou uma era: conquistou a última vitória de um carro de motor dianteiro na F1.

Assine o canal do Projeto Motor no YouTube e acione o sino para receber nossas notificações. Assim, você será informado de todos os vídeos especiais, lives e entrevistas de nosso canal! 

 Comunicar Erro

Bruno Ferreira

Sempre gostou de automobilismo e assiste às corridas desde que era criança. A paixão atingiu outro patamar quando viu – e ouviu – um carro de F1 ao vivo pela primeira vez. Depois disso, o gosto pelas corridas acabou se transformando em profissão. Iniciou sua trajetória como jornalista especializado em automobilismo em 2010, no mesmo ano em que se formou, quando publicou seu primeiro texto no site Tazio. De lá para cá, cobriu GPs de F1 no Brasil e no exterior, incluindo duas decisões de título (2011 e 2012), além de provas de categorias como Indy, WEC, WTCC e Stock Car.