Quatro Rodas

Impossível ultrapassar? Veja algumas manobras recentes em Mônaco

1

Todo ano aquela velha máxima sobre o GP de Mônaco ressurge nas análises: é impossível realizar qualquer tipo de ultrapassagem nas ruas de Monte Carlos. Mas, será que é mesmo?

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

Bem, aqui não tem ninguém querendo levantar a ideia que é cascata que manobras para se ganhar posição na pista são complicadas no circuito urbano monegasco. Também não queremos pegar exemplos de um passado muito longe, onde a F1 tinha características de carro completamente diferentes do que temos hoje.

Principalmente desde 2017, com carros mais largos, além de todo o desenvolvimento histórico de freios, por mais que exista a asa móvel, ultrapassar em Mônaco nunca ficou mais fácil para os pilotos da F1. Aliás, pelo contrário, as dificuldades na maior parte das temporadas só aumentaram.

Por outro lado, resolvemos buscar alguns lances dos últimos 10 anos para relembrarmos algumas ultrapassagens em Mônaco e destacar que o quase impossível, em algumas ocasiões, pode ser feito sim.

Claro que em muitos dos lances vamos identificar cenários específicos de momento de corrida, situação do carro e até certas distrações de alguns pilotos. De qualquer maneira, isso faz parte do jogo e mostra que mesmo nas ruas de Mônaco, os pilotos precisam estar sempre ligados nas poucas oportunidades que surgem.

Com esses exemplos em vista, será que ainda podemos considerar ultrapassagens em Mônaco algo impossível ou apenas para agentes especiais com carros modificados para espionagem? Vamos à lista:

2011 – Hamilton (McLaren) ultrapassa Schumacher (Mercedes):

2013 – Sutil (Force India) ultrapassa Alonso (Ferrari):

2013 – Peréz (McLaren) ultrapassa o companheiro Button:

2013 – Raikkonen (Lotus) ultrapassa Gutiérrez (Sauber), Bottas (Williams) e Hulkenberg (Sauber):

2014 – Sutil (Sauber) ultrapassa Ericsson (Caterham) e depois Chilton (Marussia):

2015 – Ricciardo (Red Bull) ultrapassa Raikkonen (Ferrari): 

2016 – Verstappen ultrapassa na sequência Nasr (Sauber), Magnussen (Renault), Wherlein (Manor) e Bottas (Williams)

2016 – Hulkenberg (Force India) ultrapassa Rosberg (Mercedes):

 

Expectativas para GP DE MÔNACO E INDY 500 | Debate Motor #118:

 Comunicar Erro

Lucas Santochi

Mais um fanático da gangue que criou vínculo com automobilismo desde a infância. Acampou diversas vezes nas calçadas ao redor de Interlagos para assistir aos GPs e nunca esqueceu a primeira vez que, ainda do lado de fora do autódromo, ouviu o barulho de F1 acelerando pela reta. Jornalista formado em 2004, passou por redações na época da TV Band e Abril, teve experiência na área de assessoria de comunicação esportiva até chegar ao site especializado em esporte a motor Tazio, em 2010. Passou pelas funções de redator, repórter (cobrindo diversas corridas no Brasil e exterior de F1, Indy, WEC, Stock Car, entre outras) e subeditor até o final de 2013, quando o veículo encerrou suas atividades. Trabalhou ainda como redator do UOL Esporte em 2014 até que decidiu se juntar com os outros três membros do Projeto Motor para investir na iniciativa.