Numerama #2: Hamilton passa Stewart e é o piloto com mais GPs consecutivos na liderança

0

Além das vitórias, ter em mãos um carro díspar como a Mercedes também permite quebrar árduos recordes. Foi o que Lewis Hamilton conquistou no GP da Inglaterra, neste domingo (5).

Com a vitória em Silverstone, o volante de 30 anos se tornou o piloto da história com maior número de provas consecutivas na liderança: 18. A marca antes pertencia a Jackie Stewart, que liderara 17 provas em sequência entre 1968 e 1970. Quarenta e cinco anos depois, o recorde do escocês foi finalmente dissipado.

O curioso no recorde de Hamilton é que outros grandes pilotos sequer se aproximaram de Stewart. No caso mais próspero, Michael Schumacher liderou 15 corridas consecutivas em 2004 – o período entre os GPs da Austrália e da Itália. Já outros como Sebastian Vettel não passaram de 13 etapas – Japão-2010 a Inglaterra-2011 e Canadá-2013 a Brasil-2013.

Hamilton, por sua vez, aparece na lista de líderes de GPs desde a etapa húngara, no ano passado. A última ocasião em que o britânico não encabeçou uma prova se deu em Hockenheim, quando largou de 20º, em razão de uma falha no disco de freio dianteiro da Mercedes durante a classificação, e não pôde lutar pela ponta ao longo do percurso.

Confira a edição #4 do DEBATE MOTOR sobre o GP da Inglaterra: 

O triunfo em Silverstone também foi a 38ª vitória e o oitavo hat trick (vitória, pole e melhor volta) de Hamilton. Na lista de maiores vencedores da F1, o inglês já aparece em quinto, a duas conquistas de Vettel e a três de Ayrton Senna. Já em números percentuais, o inglês ocupa a 10ª posição, tendo vencido 24,2% dos GPs que disputou. O líder nesta relação é Juan Manuel Fangio, com 47,1%, seguido de Alberto Ascari (40,6%), Jim Clark (34,7%), Michael Schumacher (29,6%) e Jackie Stewart (27,3%).

A boa fase de Hamilton não para por aí. No sábado (4), ele passou Sebastian Vettel e se tornou o terceiro piloto na história com maior número de poles positions: 46. À frente do inglês, dois extraterrestres: Schumacher, com 68, e Senna, com 65. Em números proporcionais à quantidade de GPs disputados, Hamilton aparece na sexta posição, com 29,3% de provas na pole. O líder, claro, é Fangio, com 56,9%, seguido de Clark (45,8%), Ascari (40,4%), Senna (40,4%) e Vettel (30,4%).

No pelotão intermediário, Felipe Massa estabeleceu um pequeno feito. Ao encabeçar o GP da Inglaterra por 19 voltas, o brasileiro completou 10 temporadas consecutivas na liderança de – ao menos – um GP e igualou Senna (1985 a 1994) e David Coulthard (1994 a 2003). Schumacher é o mais eficiente neste quesito, tendo ponteado em 15 temporadas consecutivas entre 1992 e 2006.

Todas as segundas-feiras após os GPs, o comitê do Projeto Motor vai publicar uma edição do NUMERAMA, com as estatísticas mais interessantes da corrida no fim de semana. Os números são compilados por Lucas Berredo.

 Comunicar Erro

Lucas Berredo

Natural de Belém do Pará, tem uma relação de longa data com o automobilismo, uma vez que, diz sua família, torcia por Ayrton Senna quando sequer sabia ler e escrever. Já adolescente, perdeu o pachequismo e passou a se interessar pelo estudo histórico do esporte a motor, desenvolvendo um estranho passatempo de compilar matérias e dados estatísticos. Jornalista desde os 18 anos, passou por Diário do Pará e Amazônia Jornal/O Liberal, cobrindo primariamente as áreas cultural e esportiva como repórter e subeditor. Aos 22, mudou-se para São Paulo, trabalhando finalmente com automobilismo no site Tazio, onde ficou de 2011 até o fim de 2013. Em paralelo ao jornalismo, teve uma rápida passagem pelo mercado editorial. Também é músico.