O calendário do Liberty: administração da F1 está de olho em novos GPs

1

Mais do que mercado de pilotos ou motores, o que anda mais agitado na F1 é o mercado por vagas no calendário. Atualmente, a categoria conta com 21 etapas, e o Liberty, empresa que detém os direitos comerciais da categoria, trabalha no convencimento das equipes para ampliar ainda mais esse número.

Para 2020, já foram anunciados o primeiro GP do Vietnã, que acontecerá em um circuito de rua em Hanói, e a volta do GP da Holanda, na tradicional pista de Zandvoort. Porém, como a quantidade de corridas deve seguir a mesma para o ano que vem, o Liberty agora conversa com os diversos autódromos que possuem contratos a vencer para ver quem continua. Pelo menos duas das atuais provas serão substituídas.

Além disso, ainda existem conversas sobre o GP do Brasil, que está em meio a uma disputa entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, e opções que o Liberty estuda na África, único continente em que a F1 não corre atualmente.

Os planos de expansão do Liberty e o futuro das atuais corridas da F1 estão no centro da discussão do Debate Motor desta semana.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

O programa, como todas as semanas, vai ser transmitido AO VIVO nesta quinta-feira às 21 horas (de Brasília). Você pode acompanhar o programa pelo vídeo que está no alto deste texto ou diretamente pelo nosso canal no Youtube. Se perder o AO VIVO, assista à gravação nos mesmos lugares.

A participação com perguntas sobre este e qualquer outro tema relacionado ao automobilismo é sempre muito bem-vinda aqui no Projeto Motor. Ela pode ser feita através de nossas redes sociais ou durante o programa no chat da transmissão do Youtube.


 Comunicar Erro

Projeto Motor