PMotor Entrevista #7 – Ricardo Divila: “A F1 deformou o automobilismo”

13

Poucos profissionais do automobilismo podem ostentar um currículo tão recheado como Ricardo Divila. Em suas décadas de experiência nas pistas, o projetista e engenheiro brasileiro teve vitoriosas passagens por F1, F3000, Endurance e automobilismo japonês.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
YouTube – Projeto Motor

Divila foi o convidado da edição #7 do Projeto Motor Entrevista e mostrou uma visão crítica a respeito do atual cenário do automobilismo. Em pouco mais de 1h30 de conversa, o veterano se mostrou insatisfeito com a decadente estrutura para a formação de pilotos no Brasil – e, por isso, deu detalhes dos planos de incrementar a Fórmula Vee em um futuro próximo.

Divila foi projetista dos modelos da equipe Fittipaldi na F1
Divila foi projetista dos modelos da equipe Fittipaldi na F1

Porém, por mais que detecte os problemas no país, Divila reconhece que o topo da pirâmide, no caso, as categorias de ponta, também vivem situação delicada. “Entramos nesse círculo vicioso: a F1 deformou o automobilismo. Olhamos uma equipe de F1 que tem 600, 700 pessoas para produzir dois carros. Ela perdeu completamente o caminho. A mesma coisa acontece nos protótipos de Le Mans: de 2005 para cá, não tem um [time]particular andando no campeonato. Entra uma equipe de fábrica, os custos começam a subir e morreu o resto. Não tem mais aquele bolo de gente porque está inviável”, observa.

Por esse e outros motivos, Divila considera que o perfil e o alcance das corridas mudou. “Automobilismo não é mais um esporte como antigamente. O automobilismo virou show business. Caiu na mão dos bancos, virou aquela ‘vaca leiteira’ e o pessoal não reinvestiu. A CVC [antiga proprietária da F1]queria tirar o máximo de dinheiro possível”, analisou. “O parâmetro vai mudando. Vai sempre sobrar o automobilismo, como o cavalo: em 1900, todo transporte era feito por cavalo. O que aconteceu? Ninguém usa mais o cavalo para transporte. Há um grupo pequeno que pratica hipismo e gosta de cavalo. É um esporte de nicho, mas não é mais algo fundamental”, comparou.

Divila também avaliou os problemas da F1 atual, elegeu seus projetos mais especiais e detalhou sua paixão pelas 24 Horas de Le Mans. Assista!

 Comunicar Erro

Projeto Motor

Automobilismo além da notícia!

  • achsanos

    Só agora peguei pra ouvir. Meia duzia de perguntas, uma hora e meia de respostas. Parabéns por pura e simplesmente terem deixado o Divila falar. Funcionou.

  • Caio Paim

    Conversa genial, como passou rápido! É sempre bom ouvir uma pessoa com a experiência do Divila, principalmente no meu caso que pretendo seguir carreira no automobilismo. Como ele disse, no automobilismo não é profissão e sim vocação.

  • As entrevistas com o Divila são sensacionais para os engenheiros que gostam/atuam na área, ele vai dando várias explicações técnicas suaves nas entrelinhas dos assuntos que estão sendo discutidos e que, muitas vezes, não são técnicos. Parabéns pela entrevista Projeto Motor, é sempre bom ter alguém disposto a fazer algo diferente da cobertura comum de automobilismo. Se alguém gostar do Divila, recomendo as entrevistas que ele deu para o José Inácio, só jogar no Youtube e no Vimeo que é fácil de encontrar.

    • Cassio Maffessoni

      Gosto muito dos trabalhos dele, do Sergio Rinland, do Enrico Scalabroni e do Gary Anderson que a maioria das vezes só entraram em barcas furadas ou serviam de tapa buraco pra equipes que sequer tinham condições de pagar decentemente os ordenados de seus funcionários. Infelizmente são profissionais subestimados que não tiveram as inúmeras chances desperdiçadas por caras que só vivem de grife como o Nick Wirth e o Mike Gascoyne por exemplo.

  • Dox

    Gostaria de sugerir uma espécie de “mural” prá gente poder colocar coisas fora dos assuntos das matérias do Projeto Motor.
    Enquanto isso … foi gravado um Bola da Vez com o Felipe Massa na ESPN Brasil,
    Não sei quando vai ao ar e não achei nada ainda no site.

  • kriminal diabolik

    a nissan não é uma fabrica? ele fala de porsche que gasta..mas a nissan não gasta ?

    • Dox

      É da Renault. Será que o grupo tem grana prá 2 frentes no automobilismo mundial?

    • Cassio Maffessoni

      Acho que é muito difícil competir com o Grupo Volkswagen nesse ponto. Eles são um dos poucos senão o único conglomerado que pode se dar ao luxo de colocar praticamente todas as suas divisões, competindo umas contra as outras em regime de “cada um por si”. Nem o Grupo FCA consegue fazer isso, o que dirá o Grupo Renault-Nissan que é gerido por um CEO que diz abertamente que não gosta de investir em Departamentos de Competição porque não ajudam a vender carros de rua.

  • Dox

    Jézuis … que entrevista!!!!
    A visão do Ricardo sobre o mundo automobilístico é completísima.
    Parabens ao Bruno e ao Lucas pela condução, que fez com que os assuntos abordados fossem os mais relevantes.

  • Felipe Freire

    Ótima entrevista !
    Desceu o cacete na F1 , hahahaha

    Divila é genial, sempre quis saber mais sobre ele.

    Obrigado projeto motor !!!

    • Cassio Maffessoni

      Ele ainda pegou leve, imagina se ele falasse que o Bernie era um chorão que preferia sabotar a concorrência do que melhorar o produto dele ou que o mesmo “gênio” foi um dos principais responsáveis pela falência da Brabham deixando dívidas aniversariantes pros outros pagarem por exemplo? hahaha.

      Ou ainda mostrar as tramas e demais articulações ardilosas que ele fez em conluio com Max Mosley, para formar o maldito cartel que desfigurou a Fórmula 1 e todo o resto do automobilismo.

  • Essa entrevista é uma aula de automobilismo, parabéns a equipe do Projeto Motor pelo feito.

  • Lucas 911_50

    Salvei para assistir depois. Espero que el dê detalhes de como seguir a carreira de Engenheiro no automobilismo.