Rumo à F1: conheça as promessas brasileiras que estão na luta

0

Por toda sua tradição de presença na F1, vitórias e títulos, o público brasileiro que gosta de automobilismo não para de se perguntar quando voltará a ter um representante na principal categoria do esporte a motor.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

A temporada de 2018 foi a primeira em 48 anos sem pilotos do país no Mundial e os mais próximos, Sergio Sette Câmara e Pietro Fittipaldi, apesar de terem conseguido vagas de pilotos de testes para 2019, ainda não possuem um caminho muito claro para entrarem na F1.

Por isso, o Projeto Motor resolver ir atrás de alguns pilotos brasileiros que estão no começo do caminho das categorias de base que levam à F1 na Europa e conseguiram resultados importantes em 2018, o que pode começar a pavimentar uma trajetória para em três ou quatro anos estarem brilhando no Mundial.

Um deles é Enzo Fittipaldi, irmão de Pietro e neto de Emerson, que em sua segunda temporada em monopostos europeus, aos 17 anos, conquistou o título da F4 italiana e ficou na terceira posição da mesma modalidade da Alemanha.

Ele teve como companheiro durante esta temporada um compatriota, Gianluca Petecof, de 16 anos, que saiu do kart este ano para terminar em quarto na F4 italiana e 10º na alemã. Os dois pilotos fazem parte do Academia de Pilotos da Ferrari, programa da equipe italiana que visa preparar pilotos para chegarem à F1 que em 2019 terá seu primeiro integrante a chegar na escuderia, Charles Leclerc.

Confira as entrevistas com Fittipaldi e Petecof:

Outro estreante nas pistas em 2018 é Caio Collet. Brasileiro que saiu da kart e optou pelo caminho da F4 francesa. E logo em sua primeira temporada, aos 16 anos, conquistou o título da competição, batendo oponentes mais experientes e com mais tempo de corridas em fórmulas na Europa.

Felipe Drugovich também terminou como campeão a temporada de 2018 e está aparecendo com força no mercado de categorias que levam à F1. O paranaense, que foi terceiro colocado na F4 alemã em 2017, conquistou o Euroformula Open, campeonato baseado na Espanha em que os pilotos competem com carros de F3.

Confira as entrevistas com Collet e Drugovich:

Extra: Lucas Kohl e a jornada para chegar à Indy

Mas não é só na Europa que jovens talentos brasileiros despontam. Há uma parcela de garotos que buscam uma carreira profissional no automobilismo e olham para os Estados Unidos como uma possibilidade mais acessível para seu desenvolvimento.

Um deles é Lucas Kohl, de 20 anos, que corre nas categorias de base da Indy. O gaúcho competiu na USF2000 e terminou a temporada na terceira posição, com quatro pódios, e falou com o Projeto Motor sobre seus planos de carreira.

Conheça jovem brasileiro segue o caminho da Indy

Lucas Kohl, de 20 anos, está investindo há três temporadas em uma carreira nos Estados Unidos para chegar à Indy nos próximos anos. Saiba mais da carreira e planos do brasileiro

Publicado por Projeto Motor em Sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

 Comunicar Erro

Projeto Motor