Vettel aproveita tática da Ferrari e vence em Singapura | Bate-Pronto

0

Sebastian Vettel voltou a vencer na F1 neste domingo ao conquistar o GP de Singapura. O último triunfo do alemão tinha sido a etapa da Bélgica de 2018, há mais de um ano.

O alemão contou com uma pequena ajuda da Ferrari, que lhe deu a chance de abrir a janela de paradas para a troca de pneus. Com compostos mais novos, Vettel, que era terceiro antes do pit, retornou rápido à pista e conseguiu ganhar a posição de Lewis Hamilton, segundo, e de seu companheiro, Charles Leclerc, que liderada a corrida até então.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

A manobra tática que deu a ponta a Vettel não deixou o monegasco contente e ele fez questão de mostrar que estava inconformado em mensagens de rádio ainda durante a corrida. “Para ser honesto, não consigo entender o undercut [termo que se refere a uma parada mais cedo para ganhar a posição do rival], mas vamos discutir isso depois da corrida”, disparou.

Quem também se deu mal na estratégia foi Hamilton. Vendo que também perderia a posição para Vettel, ele resolveu permanecer ainda mais tempo na pista no primeiro trecho da prova, parando apenas sete voltas depois do alemão e seis após Leclerc. O resultado é que ele não voltou nem em terceiro, ficando atrás também de Max Verstappen, que tinha parado junto com Vettel. Mesmo com pneus mais novos, o inglês da Mercedes não conseguiu realizar depois nenhum ataque ao adversário.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após a janela de pitstops dos líderes, a corrida ainda teve momentos interessantes em que os favoritos chegaram em um grupo de pilotos que deixou a parada para troca de pneus para mais tarde e por isso tomaram as primeiras posições. Assim, Vettel, Leclerc, Verstappen, Hamilton, Bottas e Albon tiveram que trilhar o caminho contra adversários mais lentos e que não eram retardatários, por isso não precisavam facilitar a ultrapassagem.

Vettel acabou se destacando neste momento, conseguindo abrir mais de seis segundos de vantagem para Leclerc. Diferença, no entanto, que acabou deixando de existir com uma sequência de entrada de safety cars, causada por acidentes no pelotão intermediário, que foi bastante agitado durante toda a prova, com diversas trocas de posições e toques.

No final, as primeiras posições foram mesmo definidas nos pitstops, e Vettel chegou à 53ª vitória de sua carreira, liderando a Ferrari à primeira dobradinha de 2019. Além disso, a equipe de Maranello chega ao seu terceiro triunfo consecutivo na temporada, ainda invicta desde o retorno da folga de agosto.

Outros Destaques:

– Esta foi a 53ª vitória da carreira de Sebastian Vettel e 238ª da Ferrari na F1. Com o triunfo, a equipe de Maranello vence três provas consecutivas pela primeira vez desde 2008, quando fez sua última sequência assim e ganhou quatro corridas em seguida.

– Esta é a primeira vez que qualquer equipe consegue uma dobradinha no GP de Singapura, que está no calendário desde 2008.

– Antonio Giovinazzi recebeu uma penalização de 10 segundos em seu tempo após a corrida por ter passado muito perto do guindaste que retirava o carro de Lance Stroll da pista durante um dos períodos de safety car. A punição, no entanto, não mudou o resultado da corrida, já que ele tinha mais de 17 segundos de vantagem para o 11º, Romain Grosjean.

– Nico Hulkenberg foi um dos destaques no pelotão intermediário por sua recuperação na prova. O alemão precisou parar sua Renault para troca de pneus logo na primeira volta por conta de toques nas primeiras curvas e colocou os compostos duros. No giro 36, ele voltou aos pits e trocou para os médios. Mesmo com todos esses problemas, ele conseguiu se recuperar da 18ª posição na primeira volta para terminar na zona de pontuação, em nono.

– Com três períodos de safety car neste domingo, o GP de Singapura manteve o recorde de 100% de suas edições com alguma entrada do carro de segurança.

– A próxima etapa do Mundial de F1 acontece já no próximo domingo (29), com o GP da Rússia, no circuito de Sochi.

 


 Comunicar Erro

Projeto Motor