Vídeo: Repercutimos a surpreendente aposentadoria de Rosberg da F1

7

O mundo da F1 foi pego totalmente de surpresa com uma notícia bombástica na manhã de sexta-feira (2). Nico Rosberg, campeão mundial de 2016, anunciou que irá se aposentar da categoria em efeito imediato. Isso significa que o alemão, com apenas 31 anos, não voltará às pistas para defender seu título.

Acompanhe o PROJETO MOTOR na redes sociais: Twitter | Facebook | YouTube

Além do choque pela notícia em si, a novidade provoca uma série de repercussões dentro da F1 para o ano que vem. Quem será o substituto de Rosberg na vaga ao lado de Lewis Hamilton na Mercedes? Quais são as opções disponíveis e como que isso deverá movimentar o mercado?

Foi o que analisamos em transmissão ao vivo em nossa página no Facebook. Assista e deixe seu comentário!

 Comunicar Erro

Bruno Ferreira

Sempre gostou de automobilismo e assiste às corridas desde que era criança. A paixão atingiu outro patamar quando viu – e ouviu – um carro de F1 ao vivo pela primeira vez. Depois disso, o gosto pelas corridas acabou se transformando em profissão. Iniciou sua trajetória como jornalista especializado em automobilismo em 2010, no mesmo ano em que se formou, quando publicou seu primeiro texto no site Tazio. De lá para cá, cobriu GPs de F1 no Brasil e no exterior, incluindo duas decisões de título (2011 e 2012), além de provas de categorias como Indy, WEC, WTCC e Stock Car.

  • Felipe Andrade

    O sonho sob varios aspectos seria o Alonso nessa vaga.
    Pois ainda é tido como um dos melhores, pois tira leita de pedra. Basta ver todos numeros dos anos anteriores e atual.
    Alem de merecido, por competencia e talento, seria incrivel ver na pratica o real nivel dele ainda hoje, dentro de um bom carro.
    Que muitos acreditam, e eu tambem, ser de altissimo nivel.

    • Felipe Andrade

      Fora a sede de vitoria que Alonso esta sentindo.

      Imagina saber que é um dos melhores de grid, e passar quase 1 decada sem um carro com boas chances de ser campeao.

  • Dox

    Ninguem abandona algo pelo qual sempre lutou se não for por uma grande decepção.
    Acho que motivos não faltam.
    Em primeiro lugar, a categoria não empolga seus participantes, que sentem que DRS, corridas segmentadas em grupos desde os treinos, autódromos pouco desafiadores e excesso de interferência externa deixam tudo aquém daquela imagem que um jovem kartista tem do topo do automobilismo.
    Em segundo lugar, Rosberg sabe que foi campeão em cima de um único piloto, e que na prática não o superou, pois coisas estranhas aconteceram com Hamilton ao longo da temporada, fazendo com que perdesse muitos pontos.
    Aí que entro com uma teoria impossível de se provar, mas que para mim está bem explícita: a temporada foi conduzida pela Mercedes para dar esse título ao Rosberg.
    Essa decisão de abandonar a Formula 1 com certeza já estava tomada e já era sabida pela cúpula da equipe há mais tempo, pois nada na F1 é de repente, devido à movimentação de altas quantias e onde tudo é feito com bastante planejamento e antecedência, e Rosberg não seria inconsequente de colocar sua “casa” em ebulição.
    Sob este ponto de vista é que aposto em Pascal Wehrlein para substitui-lo, pois a maioria que acompanha a categoria se viu surpreendido com a preferência por Ocon para evoluir para uma equipe melhor, e não o alemão, que vem demonstrando ter amadurecido e feito boas corridas nestas duas temporadas de aprendizado.
    Como a temporada de 2016 foi puro teatro em relação à Mercedes e seus dirigentes e pilotos, ficam aqui os argumentos de quem acompanha automobilismo há quase 50 anos, temperados com certo conhecimento profissional sobre o comportamento humano individual e coletivo.

    • Rafael Mansur

      Penso exatamente igual com relação aos “estranhos fatos” que prejudicaram Hamilton durante o ano de 2016. É bom saber que não sou maluco de pensar algo assim. Rosberg é alemão… A Mercedes é alemã… Daí havia ótimo motivo para Rosberg ser campeão… Nem que fosse “à força”!!!

      • Dox

        Para a Mercedes é bem melhor que vários pilotos vençam com seus equipamentos, o que valoriza ainda mais sua imagem.
        Aliado a isso, acho que eles queriam se desfazer do Rosberg, que acabou de cmpletar seu sétimo ano por lá, e seria hora de uma reciclagem.
        Alem disso, sinto que Hamilton não está à vontade lá, sendo que alguns britânicos já sairam, como Brawn e Lowe.
        Errei no meu prognóstico sobre oi Wehrlein porque achei que ele estava em sua segunda temporada, mas era sua primeira.
        Agora um outro palpite: Hamilton deve sair ao final dessa temporada. podendo vir Vettel, ou até o próprio Wehrlein.

  • Luigi G. Peceguini

    Eu achei bastante estranha essa aposentadoria do Rosberg, afinal ele já tinha contrato assinado com a Mercedes, se eu não me engano para as próximas 2 temporadas…

    • Luigi G. Peceguini

      Eu escrevi o comentário enquanto assistia o vídeo, e bem na hora que eu postei falaram exatamente isso kkkk