Force India tem compradores e sobrevive. E agora? | Debate Motor #129

0

A novela de incertezas envolvendo a Force India na F1 conheceu seu desfecho nessa semana. Um consórcio liderado por Lawrence Stroll, pai de Lance Stroll, adquiriu o controle da equipe, o que garante a continuidade de suas operações na categoria.

A Force India, estabelecida na Fórmula 1 desde 2008, passava há tempos por dificuldades financeiras. Nas vésperas do GP da Hungria, o time foi colocado sob administração judicial, o que estabeleceu a urgência para que aparecessem compradores.

Stroll pai, que vinha sendo especulado em negociações com a equipe, fez parte da operação. Chegam com ele os investidores Andre Desmarais, Jonathan Dudman, John Idol, John McCaw Jr, Michael de Picciotto e Silas Chou.

Fique ligado em nossas redes sociais: 
Twitter – @projetomotor
Facebook – Projeto Motor
Youtube – Projeto Motor
Instagram – @projetomotor

Isso foi tudo confirmado até agora, embora trate-se de uma mera formalidade a chegada de Lance Stroll ao time, uma hora ou outra. Mas o que pode representar o fato de a equipe trocar de donos nessas circunstâncias? O que dá para concluir da situação e projetar para o futuro? É o que discutiremos no Debate Motor #129.

Como todas as quintas-feiras, estaremos AO VIVO às 21 horas, fazendo um balanço da primeira fase da F1 2018 e respondendo as perguntas dos espectadores tanto sobre o tema principal do programa quanto outros do automobilismo.

Você pode acompanhar o programa pelo vídeo acima ou diretamente pelo nosso canal no YouTube. Participe com sua opinião ou pergunta através de nossas redes sociais ou no chat da própria transmissão no YouTube.

E, claro, não se esqueça de, além de acompanhar o site do Projeto Motor, também se inscrever em nosso canal no YouTube e acionar as notificações – no botão em forma de sino – para ficar por dentro de novas reportagens, análises, debates e entrevistas em vídeo.

 Comunicar Erro

Projeto Motor